figurinhas juntas.png
Renata Freire_Resize.jpg

Mulheres em Série
Drama
15 minutos cada
2015/2016
Brasil
São Paulo

 


Realizado por  Criarte Produção e Cultura
Direção  Renata Freire
Direção de arte  Maitê Sanchez
Direção de atores  João Tavares
Produtora Executiva  Liliana Borges

 


Equipe
Produtora  Liliana Borges
Roteirista  José Alberto S. Martins
Supervisão de roteiro  Leonardo Alkmim

 


Kalma Filmes
Diretor de Fotografia  Di Scapino
Primeiro Assistentes de Fotografia  Rica Vasconcelos
Segundo Assistente de Fotografia  Rô Vasconcelos
Áudio Direto  Pedro Kalli

 


Atores
Eliana Fopha como Elaine
Ana Victoria como Letícia
Sandra Maria Luciano como Madalena
Vivi Malek como Rebeca
Laysa Machado como Juliana
Priscila Labronici como Mônica
Jamile Haydée como Cláudia
Maria Victória como Pietra
Aguiberto Santos como Guimarães
Alexandre Zanchetta como Gabriel
Alphio Solar como Varlei
Anderson Dinho como Jonas
Carmen Freire como Carmen
Evelyn Silva como criança
Gabrielle Turquetti como Nathalia
Geraldo Lima como (voz declamação do poema Logia e mitologia de CACASO)
Igor Lazarini como Jurandir
João Tavares como Dr. Amadeu
Lucas Pedroso como Mel
Lucas Saraiva como Estephan
Paulo Pereira como Tadeu
Raíssa Naves como Nina
Rick Conte como De Paula
Samuel Silva como Domenico


Comparsas Rica Vasconcelos Junior, Erik Gliter Ross
Editor Pedro Belluomini Pedote
Cabeleireira e Maquiadora de efeito  Maria Lúcia
Figurinista  Geraldo Lima
Assistente de Direção Arte  Raquel Batista
Assistente de Produção  Mateus Freire

 

Sinopse 

As dores e vitórias de personagens arrebatadoras escancaram a desafiadora realidade de milhares

de mulheres brasileiras em pleno século XXI, vítimas de preconceito, violência e pressões sociais intermináveis.

Claudia é uma jornalista que ousa denunciar abusos semelhantes aos que ela mesma sofreu

em um relacionamento doentio e acaba se envolvendo emocionalmente com as vítimas que entrevista.

Já no primeiro episódio, ela irá conhecer a história de Pietra, uma jovem estuprada por cinco estudantes

no campus da universidade. A sordidez da agressão é detalhada em um relato dramático e comovente.


Letícia, mulher trans e negra, decide ser mãe e enfrenta a discriminação e o julgamento público,

a começar pela atitude pouco amigável da juíza, que recusa seu pedido de adoção. Ao lado do namorado Domênico

– também trans – a jovem assistente social vive os desafios do processo de transição para o gênero

com o qual se identifica. Apesar dos fortes efeitos colaterais do tratamento hormonal,

ela encontra determinação para ajudar homens e mulheres fragilizados por diversas situações.


A trama traz também os conflitos do casal Mônica e Nathalia, duas garotas rebeldes que se refugiam nas drogas,

e as desventuras de Rebeca, uma modelo plussize explorada pelo namorado em vídeos sensuais

com ‘pitadas’ de violência. O preconceito declarado contra a mulher perseguirá Elaine,

uma mestre de obras de personalidade forte, por toda a trama. Além de lidar com os comentários maldosos

e a resistência de alguns operários, ela se verá diante de uma situação ainda mais delicada:

a discriminação e o bullying sofridos pela filha Carmen na escola. Um grande mistério se materializa

na figura de Madalena, uma escritora assombrada por fantasmas de um passado terrível.

Em pinceladas de suspense ao longo da temporada, trechos instigantes de sua vida são revelados,

trazendo à tona os horrores que marcaram para sempre a história do Brasil. Um depoimento real

marca o final de cada episódio, dando relevos documentais – e, portanto incômodos – às histórias que

poderiam acomodar-se nos moldes da ficção.


Nem heroínas nem vilãs, as protagonistas de Mulheres em Série são um pouco de cada mulher brasileira,

comum e extraordinária, retratadas a partir de seus conflitos, incertezas e erros,

mas também com seus sonhos e glórias.